quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

O SENHOR DO BONFIM DE ICÓ.

O novenário em louvor ao Senhor do Bonfim, nesta cidade, distante 368km de Fortaleza, na região do Vale do Salgado, é celebrado há 260 anos. É uma das mais antigas festas religiosas do Ceará. Milhares de fiéis participam da programação que inclui novenas, caminhadas e terços.

As celebrações prosseguem até 1º de Janeiro de 2010, quando haverá a tradicional procissão pelo centro histórico, queima de fogos e bênção do Santíssimo Sacramento, ao encerramento da procissão. Dezembro é o mês de forte religiosidade no município, quando são realizados três novenários em homenagem à Imaculada Conceição, a Nossa Senhora da Expectação, padroeira do município, e ao Senhor do Bonfim (Jesus Crucificado). São momentos de louvor e de adoração, reunindo milhares de devotos.

O ciclo de festividades encerra-se somente no dia 6 de janeiro de 2010, quando os católicos comemoram a subida da imagem do Senhor do Bonfim ao altar principal. Essa data, no dia de Reis marca a consagração do Icó ao Senhor do Bonfim, é o dia feriado conforme a Lei Orgânica do Município.

A igreja dedicada ao Senhor do Bonfim foi erguida em 1749 e passou em 2007 à categoria de santuário. No altar principal, está à imagem do santo, que veio de Portugal para Icó, há 260 anos.
Conta à tradição que essa imagem foi elaborada à mesma época, em Portugal, pelo mesmo artista que confeccionou a imagem do Senhor do Bonfim da Bahia. Conta ainda à tradição que as imagens teriam sido, por engano, trocadas, de forma que a imagem que está na Basílica do Senhor do Bonfim, em Salvador, seria a destinada a Icó, no Ceará, e a que se encontra em Salvador seria a destinada a Icó.

Ao contrário da Bahia, em Icó, não há - pelo menos ao que se saiba, sincretismo religioso, como em Salvador, isso pode ter acontecido no passado, antes da abolição da escravatura, todavia a influência afro-braseira nos sertões do Ceará, não foi tão marcante.

A imagem é retirada de seu "trono" uma única vez em 1º de janeiro de cada ano, percorre a cidade, onde ao final há uma explosão de fogos. A imagem retorna para o trono (subida) em 06 de Janeiro, permanecendo nesses 6 dias para veneração dos fiéis.

Postado por Opinion - Washington Luiz Peixoto Vieira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.