O BLOG QUE FALA SÉRIO! fabriciomoreiraadv@gmail.com .

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

DEU NO JORNAL DIÁRIO DO NORDESTE.



Deputados estão sendo assediados por lideranças.

(Deputada Laís Nunes é ligada ao grupo político da família de Domingos Filho em razão da fidelidade ao líder do seu marido Neto Nunes).

O Partido da Mulher Brasileira (PMB), segundo pessoas ligadas ao deputado federal Domingos Neto, o seu presidente no Ceará, além de dois deputados federais cearenses, já está contando com uma bancada na Assembleia Legislativa de quatro deputados e em negociação com mais dois, esperando ampliar mais ainda até o próximo dia 10, prazo garantido pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para ingresso em um novo partido, sem que o novo filiado possa sofrer sanção da sua sigla anterior.

Além das investidas de lideranças do PMB, alguns deputados estão sendo chamados a ingressar no Partido Popular (PP), agora sob controle de liderados do ex-governador Cid Gomes, depois das negociações para o deputado federal Adail Carneiro ter aceitado ser secretário estadual para permitir a convocação do suplente Paulo Henrique Lustosa, ampliando a bancada do PP na Câmara Federal.

Estão sendo chamados para o PP os deputados Lucílvio Girão, Osmar Baquit, Fernando Hugo e o ex-deputado Marcos Cals. O PP no Ceará continua sendo presidido pelo Padre Zé Linhares e tem como vice-presidente o prefeito de Massapê, Antônio José Aguiar Albuquerque, filho do deputado estadual José Albuquerque, o principal articulador do grupo político do ex-governador Cid Gomes.

Já estão filiados ao PMB as deputadas estaduais Laís Nunes e Bethrose Fontenele, além de Odilon Aguiar e Júlio Cesar Filho. Até a última sexta-feira era dado como certo ingresso na sigla dos deputados Zé Ailton e Naumi Amorim. Alguns justificaram a mudança de sigla pela garantia de legenda para disputarem prefeituras dos seus respectivos municípios. O outro federal, além de Domingos Neto, é o deputado Macedão, comprometido com o presidente do partido para se filiar ao PL, não registrado pelo TSE como esperado.

PSD.

O deputado Domingos Neto tinha o compromisso do ministro Kassab de ser o presidente no PL no Ceará, mas como eles não conseguiram registrar a agremiação, Domingos decidiu ir para o PMB com Macedão. O outro deputado federal comprometido de formar com Domingos Neto era Adail Carneiro, que resolveu mesmo ficar onde está, no PHS, com a promessa de presidir esta agremiação e permanecer aliado do grupo de Cid Gomes.

O grupo político que dá suporte a Domingos Neto já tem o comando do PSD no Ceará. É sua mãe, a prefeita de Tauá, Patrícia Aguiar, a presidente do PSD, hoje com um bom número de prefeitos e alguns deputados estaduais, hoje ligados ao Governo do Estado.

Neste fim de semana, em Brasília, lideranças do PSD tinham encontro com o ministro Kassab para discutirem a participação do partido na disputa municipal do próximo ano. O partido, hoje, está compromissado com a candidatura à reeleição do prefeito Roberto Cláudio. Semana passada, em Tauá e em Fortaleza, Roberto Cláudio, a prefeita Patrícia Aguiar e familiares dela trataram da disputa municipal, ratificando o apoio à postulação do atual gestor da Capital.

2018.

Embora a busca por adesão de deputados e outros políticos aos partidos ligados ao ex-governador Cid Gomes e à família Aguiar, do conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios, Domingos Aguiar, ex-vice-governador do Ceará e ex-presidente da Assembleia Legislativa, os políticos estão acompanhando essa movimentação com vistas às eleições estaduais de 2018.

Embora ainda aliados, os grupos de Cid Gomes e dos Aguiar estão se estruturando para negociar no próximo pleito estadual com forças suficientes para não ficarem totalmente dependentes um do outro. Domingos Filho já é apontado como um dos candidatos a cargos majoritários que estão em disputa naquele ano, preferencialmente o de governador, mas com possibilidade de aceitar uma das vagas para o Senado Federal.

Publicamente, Domingos Filho evita tratar de temas políticos em razão do impedimento pelo cargo que ocupa. Mas amigos dele não escondem que há trabalho para ele deixar o TCM, mesmo antes dos cinco anos exigidos pela lei, para obter todas as garantias e vantagens do cargo na aposentadoria, em troca de um mandato em cargo majoritário. Ele pretendia ser candidato a governador, em 2014, mas foi preterido pela postulação do atual governador Camilo Santana, indicado por Cid Gomes.

Mesmo no TCM, vereadores, prefeitos e alguns deputados estaduais continuam sendo liderados dele, hoje representado pelo filho Domingos Neto e pela mulher Patrícia Aguiar.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Copyright © FABRÍCIO MOREIRA DA COSTA | Powered by Blogger Design by RaffaelNojosa | Blogger Template RN Solucões em designer