O BLOG QUE FALA SÉRIO! fabriciomoreiraadv@gmail.com .

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Agenor Neto destaca investigação do TCE na gestão da saúde do Estado.


O deputado Agenor Neto (PMDB) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa, durante a sessão plenária desta terça-feira (3) para destacar uma reportagem do Jornal Diário do Nordeste que aponta uma investigação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) em relação à gestão da saúde pública do Estado.

Segundo a reportagem, as deficiências no setor da saúde do Estado estão sendo investigadas em três auditorias realizadas pelo TCE, envolvendo a administração de unidades de saúde por organização social, terceirização de profissionais por meio de cooperativas e a gestão da Saúde por meio do Executivo.

Para o parlamentar, existe uma desgorvenança por parte do Governo do Estado. "Neste mês estamos completando um ano da grande crise da saúde em nosso Estado, com repercussões até na imprensa nacional, e até agora nada foi feito, como mostra claramente a reportagem do jornal", disse. Ele lembrou que durante a campanha eleitoral foi vendida a imagem de uma saúde para ser exemplo para o resto do país. "Inclusive na época, o ex-deputado Ciro Gomes, ao ser nomeado para a Secretaria de Saúde do Estado, tentou acabar com os piscinões dos hospitais de Fortaleza, mas seus métodos resultaram na morte de vários pacientes do interior, que não puderam ser transferidas para a Capital", pontuou.

Falta de prioridades.

Agenor Neto voltou a criticar a falta de prioridades na aplicação dos recursos dos governos Cid Gomes e do atual, Camilo Santana. "O governo anterior priorizou, em detrimento da saúde do Ceará, a construção de um aquário, que já custou mais de R$ 100 milhões, e o atual está festejando a conquista de um empréstimo de mais de R$ 400 milhões para a continuidade dessa obra", observou.

O peemedebista lembrou a aquisição pelo Estado de quatro tatuzões (equipamento para cavar túneis) por um preço de R$ 137 milhões. "Nós pagamos mensalmente R$ 3,5 milhões para fazer uma revisão desses equipamentos, e de 2012 até agora já foram gastos R$ 140 milhões, e enquanto isso o povo morre por falta de atendimento na saúde", lamentou.

O deputado conclamou a imprensa para verificar in loco a situação crítica na saúde dos municípios do interior do Ceará. "Podem ter a certeza: o problema da saúde no interior é tão ruim quanto na capital ou pior. Muitos estão morrendo porque não conseguem uma transferência para um leito de UTI", disse.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Copyright © FABRÍCIO MOREIRA DA COSTA | Powered by Blogger Design by RaffaelNojosa | Blogger Template RN Solucões em designer