O BLOG QUE FALA SÉRIO! fabriciomoreiraadv@gmail.com .

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Indignação!


O correto professor José Inácio, querido e respeitado por todos os icoenses, recentemente aderiu a campanha da nossa futura prefeita Laís Nunes e Dr. Quilon Peixoto 35.

Responsável, educado, e de compromisso para com a educação de nosso povo de Icó, foi ele ao trabalho como já o faz há vários anos: ensinar aos que mais precisam de educação!

Ao concluir sua missão, dignamente, foi tomado de surpresa ao encontrar o seu automóvel todo riscado de forma criminosa.

José Inácio é mais uma vítima daqueles que inicitam na política o ódio, o rancor e a violência em nosso município.

terça-feira, 13 de setembro de 2016

CÉSAR BARRETO, O POETA DO BECO, É O ANIVERSARIANTE DO DIA.



Registramos, com alegria, o aniversário do querido amigo, poeta, escritor e político . César Barreto, que conta e reconta a história da próspera Sobral àqueles que observam a vida da forma mais bela e prazerosa.

Em seus livros, César Barreto narra acontecimentos vivenciados em Sobral com toda sensibilidade e amor poéticos, dos líderes políticos, das pessoas simples do povo e de causos pitorescos marcantes, com humor inteligente e alegre.

O saudosismo vibrante, a vocação literária, se confundem em histórias desprovidas de formalismos, que emociona, dessa gente progressista e talentosa.

Parabéns!!! Vida longa!!!

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

ICÓ NÃO SE INTIMIDARÁ E SERÁ LIVRE E FELIZ!

Resultado de imagem para lais nunes icó
LAÍS NUNES
Estou perplexo com os acontecimentos que estão tomando conta do Icó. Se transformando em motivo primeiro para ser divulgado nas redes sociais transmitidas por internet, bem como, no dia a dia da cidade.

Primeiro, disparam tiros de arma de fogo, contra a residência de um fiscal da Justiça Eleitoral, e, agora, alvejam um carro estacionado em uma rua de um bairro populoso da cidade.

Em atitude considerada estranha, de imediato, seguidores do candidato da situação, esbanjaram as redes sociais apontando seus dedos para criminalizar o nosso grupo político. 

Também é muito estranho que o próprio dono do carro alvejado a tiros, se comunique madrugada a dentro por internet, com tanta serenidade como se nada tivesse acontecido, ou como se o acontecimento já fosse esperado.

Talvez, se os estampidos não fossem tão altos, ao ponto de ferir os ouvidos da cidade, as mensagens das redes sociais saíssem antes do acontecido. Isto é muito estranho.

Outra coisa que me surpreende é a forma grotesca, truculenta e recheada de ódio e rancor com que o candidato da situação se dirige ao público em seu programa eleitoral, tanto no rádio, como nos discursos em praça pública. Beira o desespero!

Com a fala raivosa, cheia de ódio, transmite deliberadamente aquilo que transborda em seu coração: que não têm propostas a mostrar a sociedade. Basta ouvi-lo e você mesmo tire suas conclusões.

Sobre os fatos, digo que não consigo entender os atos de violência tão brutais, mas entendo que pode se constituir em um antigo método de intimidação, que já foi utilizado na eleição para prefeito do Icó, ocorrida em 2012, e que agora se repete com maior requinte e com maior ímpeto desesperador.

Quantos trágicos acontecimentos ainda virão até o término do processo eleitoral?

Quantos riscos teremos que correr para defender o processo democrático do voto e devolver ao município o clima de paz e de harmonia que tanto espera?

Isto tudo muito me preocupa, pois sou adepto da paz, da concórdia, da serenidade e acredito que o embate eleitoral deve ser resolvido na discussão sublime das idéias e não no campo lamacento da violência.  As vezes tenho raiva, falo alto, e digo coisas impensadas. Mas duram segundos.

Tenho certeza que o povo icoense, formado por homens, mulheres de bem, não merece passar mais uma vez por este tormento. Sei também que a sociedade icoense  saberá rejeitar àqueles que praticam tal ato.

As autoridades judiciais e policiais devem agir de forma firme e intransigente no cumprimento da lei, e a população deve, por sua vez, não se submeter ao terror e ao medo.

A eleição é o melhor caminho para resolver este embate e recolocar o Icó nas mãos dos icoenses de bem.

A campanha de Laís Nunes e Dr. Quilon Peixoto, tem sido feita com propostas e garantias de soluções, e assim continuará, pois ela(Laís) é amante da paz e pela paz erguerá bem alto sua voz, sem nada temer, e, sem recuar no propósito de tornar o povo do Icó, livre e feliz!

(POR FABRÍCIO MOREIRA DA COSTA, advogado).


terça-feira, 6 de setembro de 2016

ARTIGO: QUEREM METER MEDO NA CIDADE.

Resultado de imagem para lais nunes deputada
LAÍS NUNES

Ao tomar conhecimento de mais um evento violento, movido a bala, ocorrido na calada da noite icoense, me veio na cabeça a música de Chico Buarque de Holanda: “A cidade apavorada/se quietou paralisada/pronta pra virar geleia”.

Será que submetida ao peso do autoritarismo e da falta de compromisso que o devido processo legal eleitoral, em completo arrepio da lei, bandoleiros submeterão a todos ao medo generalizado por conta do embate das eleições?

Primeiro foi a tentativa de intimidação do fiscal, representante da lei, Carlos dos Santos, que teve  a fachada de sua casa coberta por balas de pistola. 

Isto tudo em avenida de grande movimentação e nas proximidades do Batalhão da Polícia Militar - PM; agora, em rua solitária do Bairro Cidade Nova, um carro é alvejado com vários tiros, sem que se saiba a autoria e a motivação.

O que mais nos preocupa é que, de imediato, representantes do grupo eleitoral que está dominando o Palácio da Alforria, se apressa em atirar pedras e culpar o grupo de oposição, sem que haja constatação, prova ou argumentação legal. 

Chega a ser cômico icoense, pois quem mais acusa, recentemente foi preso por porte ilegal de arma; e outros(as) teve que correr as pressas para esconder armas de fogo dentro de bolsas femininas com a iminente chegada da polícia, em pleno centro comercial. 

Outrossim, se constitui em crime: acusar sem provar! Também transparece o desejo premeditado de provocar o desastre, sair de perto e acusar alguém.

De qualquer modo, o que se extrai dos acontecimentos, é um velho modelo de intimidação das pessoas e das autoridades, como foi feito, com muita truculência, no processo eleitoral passado, em que homens e mulheres, principalmente dos bairros da periferia, ficaram prisioneiros em seus próprios lares.

Conclamamos a população a reagir ao medo que estão tentando, mais uma vez, impor diante de todos. A melhor arma, neste caso é a metralhadora democrática da urna.

Conclamamos também as autoridades judiciárias e policiais, para que protejam os cidadãos de bem e não os deixem à mercê da violência.

O poder político é passageiro! Em um dia se ganha, em outro se perde. Ninguém pode ter a pretensão de nele entrar e não mais sair. É preciso respeitar a vontade popular que deseja mudar a condução de sua cidade. Este é um direito que apenas pertence ao eleitor e não há violência alguma que possa interromper esta vontade.

O acontecimento desta noite contraria todo sentimento de civilidade e acusar pessoas ou grupos sem ter meios de prova, contraria ainda mais e tumultua o embate democrático da eleição.

Por esta razão, o melhor caminho será sempre a justiça, investigando, descobrindo culpados e punindo.

Assim, esperamos que isto aconteça para o bem de todos deste município que muito amamos e que está sendo conduzido de forma tão penosa, como nunca se viu antes.

*Laís Nunes(PMB)
Deputada Estadual e Candidata à  Prefeitura de Icó nas eleições de 2016.


JUSTA HOMENAGEM!


No dia dedicado a Pátria, também chamado “Dia da Independência do Brasil ou Sete de Setembro”, é um feriado nacional brasileiro. A data serve de comemoração a Declaração de Independência do Brasil do Império Português no dia 7 de setembro de 1822.

Em Icó, na época dos tempos áureos, todas as escolas estaduais e municipais, saiam às ruas com seus alunos e professores, em desfile cívico, onde finalizava o grande evento no Largo do Théberge, entoando o Hino Nacional.

Passado os anos, os desfilem foram se exaurindo, e uma das datas mais importantes da Federação, praticamente deixou de ser comemorada em nosso município.

PORCA PELADA.

O comerciante icoense Geraldo Magela, o Lalado Costa, montou com seus amigos, familiares e fregueses, “A Banda do Porca Pelada”, onde por muitos anos saia nas ruas de Icó, com início pela madrugada, soltando fogos de artifícios e festejando o nosso Brasil abençoado por Deus e bonito por natureza.

Geraldo Magela, homem alegre, irreverente, astucioso, de logo ganhou o apelido de Lalado do Bar, e por conta de uma brincadeira dos amigos, onde virou piada para todo o país no Programa do Mução, eis que ele se envolveu em uma confusão por conta de UMA PORCA, que de logo, foi batizado doravante de PORCA PELADA, onde todas as vezes que assim era chamado, dizia pelo menos uma dúzia de “nomes feios”, como se diz no adágio popular.

O Porca Pelada partiu recentemente, deixou a vida terrena em busca do Pai Celestial, mas os seus verdadeiros amigos guardam sua memória, suas atitudes, e, nesta quarta-feira(7), às 7h, estarão saindo com a banda da qual ele foi maestro por muitos anos, em nossas ruas Largas e Becos Estreitos da Ribeira do Salgados dos Icós, todos uniformizados em sua homenagem.

Finalmente, lembro Franklin Augustto:

- “O Um homem não morre quando seu corpo para; Um homem morre, quando deixa de ser lembrado”.

(Por Fabrício Moreira da Costa, advogado e contista).

Sou contra qualquer ato de violência!

Já ouvi tantas coisas horríveis nessas eleições de 2016, que ao lado de meus filhos, faço questão de fechar as portas de meu sagrado lar bem cedo! 

Principalmente, por ações estranhas como esta que ocorreu na última segunda-feira, 5, em nosso município. 

Tiro a ermo, sem roubo, sem discussão e sem sentido lógico. 

Apenas acho!!!

Missão cumprida!


Desejo ao Delegado de Polícia Civil, Dr. Marcos Sandro, sucesso em sua nova missão de cioso e responsável servidor público.

Como advogado militante desta Ribeira do Salgado dos Icós, registro o meu reconhecimento por seus relevantes serviços em prol de toda nossa sociedade.

Trabalhador incansável, competente, aberto ao diálogo e um policial por vocação.

O Icó agradece todo o seu empenho! Não foi nada fácil, porém, as estatísticas apesar das adversidades do momento, mostram todo o seu empenho como profissional de segurança do Estado do Ceará.

Seguirá à outra Delegacia, com o mesmo entusiasmo, se despedindo pela porta da frente, e com certeza, deixando um excelente legado de trabalho digno de honra e glória.

(Por Fabrício Moreira da Costa, advogado e contista).

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Icó é o 21º município mais populoso do Ceará. Veja ranking estadual

Após um aumento verificado de 147 habitantes, entre o ano passado e este ano, o município de Icó manteve-se na 21ª colocação no ranking dos mais populosos do Ceará, de aordo com os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística [IBGE], que divulgou no último dia 30 as estiomativas de população de todo o Brasil para o ano de 2016.

No estado, Fortaleza lidera com 2.609.716 habitantes, seguido de Caucaia [358.164], Juazeiro do Norte [268.248], Maracanaú [223.188], Sobral [203.682], Crato [129.662], Itapipoca [ 126.234], Maranguape [125.058], Iguatu [102.013] e Quixadá [85.991], que formam os 10 primeiros lugares.

Logo a seguir, aparecem Pacatuba [81.627], Aquiraz [78.438] Quixeramobim [77.931], Canindé [77.261], Russas [75.762], Crateús [74.350], Tianguá [74.107], Aracati [73.188], Cascavel [70.574], Pacajus [69.877] e o Icó, com 67.345 habitantes.

Os dados dizem respeito da população residente nos 5.570 municípios brasileiros e tem data de referência em 1º de julho de 2016. Estima-se que o Brasil tenha 206,1 milhões de habitantes e uma taxa de crescimento de 0,80% entre 2015 e 2016, um pouco menor do que a calculada entre 2014 e 2015 [0,83%].

As estimativas populacionais municipais são um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União [TCU] no cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios e são fundamentais para o cálculo de indicadores econômicos e sociodemográficos. Esta divulgação anual obedece ao artigo 102 da Lei nº 8.443/1992 e à Lei complementar nº 143/2013.

As populações dos municípios foram estimadas por um procedimento matemático e são o resultado da distribuição das populações dos estados, projetadas por métodos demográficos, entre seus diversos munícipios.

O método baseia-se na projeção da população estadual e na tendência de crescimento dos municípios, delineada pelas populações municipais captadas nos dois últimos Censos Demográficos [2000 e 2010].

As estimativas municipais também incorporam alterações de limites territoriais que tenham ocorrido entre os municípios após 2010. A tabela com a população estimada para cada município foi publicada no Diário Oficial da União [DOU] de 30 de agosto de 2016. 

* Com informações da Comunicação Social do IBGE [Foto: Arthur Luiz/ Nucom da Prefeitura Municipal de Icó]

(do ICÓ É NOTÍCIA).

Somente no achismo!

A maioria dos profissionais de imprensa, intelectuais, palpiteiros de plantões, não conhece a realidade de nossos sertões do Ceará.

Basta, facilmente, lê os seus artigos no "O Povo", ou, ouvi-los nas emissoras de rádios alencarinas.
Eles no máximo, quando abordam sobre o interior cearense (municípios), por certo, lembram apenas do bonito pôr do sol de Jericoacora.

Daí é muito fácil o discurso panfletário, politicamente correto, perdendo de vista o esforço de muitos para transformar o seco sertão em lugar melhor de se viver.

Uma certeza!

A humildade ou vaidade não se define na roupa, no traje, mas no comportamento e atitude.

Na vida, conheci gente humilde travestido de arrogante; outros tantos sólidos, financeiramente, humildes em todos os aspectos.

Isto é da alma, do espírito e do caráter.

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

O Brasil tem que apreender está assertiva.


"Não podemos atribuir os problemas do país somente às falhas morais. O que nos falta é um projeto que dê vazão à assombrosa energia dos brasileiros. A crise política não significa a crise do Brasil". (Mangabeira Unger).

Na imagem, desenho arquitetônico do casario Colonial de Icó bordado em ponto Rococó pelas bordadeiras da Aproarti.

(Angelim do Icó).

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

← Postagens mais recentes Postagens mais antigas → Página inicial
Copyright © FABRÍCIO MOREIRA DA COSTA | Powered by Blogger Design by RaffaelNojosa | Blogger Template RN Solucões em designer