O BLOG QUE FALA SÉRIO! fabriciomoreiraadv@gmail.com .

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Laís Nunes ainda enfrenta desatinos em Icó

Resultado de imagem para LAÍS NUNES

Na véspera de completar 180 dias de gestão, a prefeita do município de Icó, Laís Nunes (PMB), vem enfrentando muitas dificuldades para administrar o município.

O início do seu mandato foi marcado por graves questões financeiras, que segundo a gestora, são dívidas deixadas pelo ex-prefeito Jaime Júnior, com endividamento de 100 milhões de reais, 15 milhões somente em 2016 que ficaram empenhados, e, ainda, deixou a folha de pagamento dos servidores públicos em situação de estrangulamento, com 67% de comprometimento, ferindo a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Jaime Júnior (DEM) governou o município de Icó durante quatro anos, e nesse período, sempre postergou para o dia 10 ou dia 20 do mês subseqüente, a folha de pagamento dos servidores públicos municipais. “Nunca pagou nada em dia; era propaganda falsa. O ex-prefeito sempre priorizou os excessos de cargos de confiança na prefeitura de Icó, sendo que alguns deles nunca compareceram aos seus locais de trabalho, outros trabalhavam como cabos eleitorais nas redes sociais”, ressaltou a prefeita.

Segundo a prefeita, logo nos primeiros meses de gestão do ex-alcaide, sentindo a baixa popularidade de governo, o ex-gestor de Icó criou o chamado Bolsa Família Municipal.

“Um programa de viés eleitoreiro que pagava mensalmente apenas cerca de R$ 35 mil aos beneficiários, cujas identidades, sumiram da contabilidade da Prefeitura. O programa está sendo investigado. No ano passado, mesmo tendo recebido os maiores recursos de FPM dos últimos 30 anos, Jaime Júnior pagou apenas a folha do mês de novembro, e do restante que sobrou, foi para as contas dos credores amigos. Não pagou o mês de dezembro e para agravar ainda mais a situação, fraudaram a GFIP da Receita Federal, deixando uma dívida acumulada de R$ 9 milhões de reais para a atual gestão pagar”, disse o procurador Fabrício Moreira.

Diante de tantos problemas administrativos herdados da gestão passada, uma auditoria teve que ser acionada para elucidar os mal feitos em quase todas as secretarias. “Quando assumi, encontrei uma prefeitura quebrada, desorganizada, um verdadeiro desmonte de gestão. Tive que fazer uma faxina e colocar as coisas em seus devidos lugares. Vamos vencer os desafios e colocar nosso município no caminho do desenvolvimento”, registrou Laís Nunes.

(BLOG DO JORNALISTA ROBERTO MOREIRA).
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Copyright © FABRÍCIO MOREIRA DA COSTA | Powered by Blogger Design by RaffaelNojosa | Blogger Template RN Solucões em designer