quarta-feira, 10 de outubro de 2018

ALTA TEMPERATURA NA POLÍTICA DE ICÓ

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Só gelo pra esfriar o desespero dos que fazem a oposição política a gestão Laís Nunes, em Icó, após as findas eleições estaduais de 7 de outubro.

Após quase dois anos tentando desqualificar, sem êxito, a administração da prefeita Laís Nunes e sua própria imagem pessoal perante a opinião pública, agora eles brigam entre si.

Primeiro, o ex-prefeito de Icó Jaime Júnior utilizou-se faltando poucos dias para as eleições sua página pessoal nas redes sociais, para denunciar que ex-cargos em comissão do seu então governo no Palácio da Alforria, estariam recebendo vultosas quantias para votarem em candidatos diversos dos seus no pleito, próximo passado.

Como o recado não foi levado em consideração, acusou comerciantes e empresários também de terem lhe traído na política; falou ao vento, já que ex aliados não mudaram de posições e esnobaram o seu vídeobook.

No momento mais alto do desespero, disse se os votos não saíssem para o Deputado Audic Mota não seria mais candidato a prefeitura de Icó, como se os icoenses necessitassem de sua presença nestas terras, onde todos sabem que ele é que precisa do poder público local.

Aberto as urnas, não só ele, mas toda a oposição não conseguiu bons votos para seus candidatos. Como já era esperado!

Foi o estopim para colocar na rua, mais de dois anos de distância das eleições a prefeitura de Icó, uma nova campanha...onde mal terminou recentemente a última.

Rubens Brasil e família agradeceram os votos a Victor Luiz(candidato a Deputado Federal), e publicamente o lançaram como candidato a prefeitura. Fechou os microfones para o ex-prefeito e ainda o acusou juntamente com o deputado Audic Mota de ter montado no pleito um "Pacote de Negócios" para comprar votos.

A briga terminou ao vivo e a cores, na rádio Brasil-FM, na última terça-feira(9) com o suplente de vereador Galego da Lanchonete no contraponto.

O vereador Marconiêr Mota colocou em sua cota pessoal os 2.600 votos atribuídos ao candidato a Deputado Estadual Marcos Sobreira e, também, se lançou como candidato ao Poder Executivo em 2020, mesmo tendo vários suplentes de vereador e lideranças comunitárias votando também no iguatuense.

Bebel do Icó, Sérgio Dantas, Marcelo Torres, Daniel do SAAE, também fizeram o mesmo. Todos querem sentar na cadeira principal do Palácio da Alforria. E a democracia bela como definiu Ciro Gomes.

Aparentemente nervoso, novamente, Jaime Júnior mudou totalmente o discurso e passou a elogiar toda a oposição que com ele não quer mais papo - e também diz que é candidato em 2020. Em apenas 5 dias mudou mais de discurso do que de deputado como nas eleições recém concluídas.

Serena, como sempre, a prefeita Laís Nunes foi a rádio Papagaio-FM ontem e agradeceu os votos dos icoenses que, fizeram de todos os seus candidatos, os mais votados no pleito com expressivas votações.

E ensinou que, no momento, é hora de trabalhar muito, pois eleição é somente na data, mês, e ano certo.

E o ano é somente 2020!

Tremei Nogueira Acioly, em sua antiga residência e atualmente sede do Poder maior em Icó, quase todos querem morar, como se lá fosse a casa da Mãe Joana.

Como diz o meu primo França do Picolé: É DEMAIS!

(Por Fabrício Moreira da Costa, advogado e ex vice-prefeito de Icó)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.