segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Neto Nunes assume presidência do PDT no Icó, com apoio de Ciro, Cid e Mauro Filho

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e multidão
A imagem pode conter: 12 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé, multidão e atividades ao ar livre
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, noite e atividades ao ar livre

O ex-prefeito de Icó e ex-deputado estadual Neto Nunes é o novo presidente da executiva municipal do Partido Democrático Trabalhista - PDT do município icoense.

Uma multidão lotou as dependências do Teatro da Ribeira dos Icós e do seu entorno localizado no sítio histórico icoense.

"Foi a maior convenção partidária da história de Icó. Vamos à reeleição com muita união e força", disse o vice-prefeito Dr. Quilon Peixoto.

A chapa única eleita, ficou assim constituída:

Presidente: Neto Nunes;
Primeiro vice-presidente: Virton Costa;
Segundo vice-presidente: Dr. Quilon Peixoto;
Secretária: Márcia Porfírio;
Tesoureiro: Dr. Fabrício Moreira;
Vogais: Dr. Cardoso Mota e Aurineide Amaro.


A Convenção ocorreu nesta quinta-feira(7), às 19h no Teatro da Ribeira dos Icós.

A prefeita Laís Nunes foi aclamada como a presidente de honra do PDT de Icó.
Vereadores, prefeitos da região, empresários, lideranças políticas, comunitárias e muita gente de todo o Icó se fizeram presentes.

"Uma linda festa democrática. Em quase 60 anos de jornalismo, nunca vi nada igual. Povo feliz, abraçando às suas lideranças. Laís e Neto Nunes são amados por esse povo de Icó", ressaltou o jornalista Macário Batista.

Falaram na convenção, o ex-deputado estadual Neto Nunes; advogado e ex vice-prefeito Fabrício Moreira; deputado estadual Oriel Nunes Filho; vereador Fernando Nunes; Luana Viana, do PDT jovem, e a prefeita Laís Nunes.

LADEIRA ABAIXO...



A imagem pode conter: céu, atividades ao ar livre, água e natureza
- Rio Salgado -
Dói! Dói muito ver o sofrimento do Rio Salgado.

Salgadinho, quando passa pelo Crato, descendo das Batateiras, onde ganha seu primeiro apelido, o Salgado vem perdendo a luta pela vida. As matas ciliares que lhe protegem o berço, já não mais se seguram, agredidas que são, todo dia, o dia todo pela estupidez do homem.

Depois, quando chega no Crato, ao pé da serra, tome lixo, esgoto, dejetos, poluidores de toda espécie. E o Salgado, que já não é mais Salgadinho, já não mais engatinha como aquela criança do passado, mas escorrega e se arrasta por pura força de vontade que nasce da natureza, da brabeza da vida, porque rios fazem seus caminhos, circundando obstáculos.

O Salgado, por mais que tente, é espezinhado, agredido, enforcado, amordaçado, garroteado com o garrote vil da insensatez. Mas a teimosia ainda que grosseiramente abatida a cada palmo no galope para o mar, o Salgado reúne força pra tentar correr.

Suas margens são caudalosos, escândalos de desconhecimento. Indústrias, comércios, residências, povo em geral insistem em fazer do Salgado uma grande lixeira, desde lá de cima e pelos mais de vinte municípios por onde passa até chegar ao Icó, onde o Salgado desaba no Jaguaribe abaixo.

Uma valentia que impressiona, basta que Deus nos mande chuvas. Chove forte e o Salgado mostra a musculatura.

Sozinho encheu o Castanhão. Sozinho lavou a alma de quem preserva a terra e a natureza. Sozinho decepciona o incauto que lhe interrompe o caminho. Sozinho, o Salgado das Batateiras cratenses, ilumina o céu, quando o sol reflete no seu caminho, hoje sem luz, sem brilho, sem como se defender dos que lhe tolhem a caminhada.

Eita Salgado que escorre nos corredores estreitos quando o céu permite. Os poetas que o cantaram sofrem por lhe saberem doente, pálido, esquelético, como lhe querem a burrice e a desenfreada malquerença de milicianos do lixo e da deseducação.

Quando escreveu, no começo do século passado, versos sobre juventude, Padre Antonio Thomaz disse em CONTRASTE:

"Quando partimos no verdor dos anos,
Da vida pela estrada florescente,
As esperanças vão conosco à frente,
E vão ficando atrás os desenganos.


Rindo e cantando, céleres e ufanos,
Vamos marchando descuidosamente...
Eis que chega a velhice de repente,
Desfazendo ilusões, matando enganos.


Então nós enxergamos claramente
Como a existência é rápida e falaz,
E vemos que sucede exatamente

O contrário dos tempos de rapaz:
– Os desenganos vão conosco à frente
E as esperanças vão ficando atrás".


Parece o Salgado; de célere e ufano ao desengano das esperanças que vão ficando atrás. O que fazer, pergunto-lhe eu. De que falamos? Como trabalhamos o renascer do Salgado pra que serpenteie outra vez entre pedras e lajedos, sob pontes e arvoredos? Vamos ressuscitar o Salgado?

Como disseminarmos uma cultura de paz pelo Salgado? Da consciência alheia seria o ideal, mas seria o razoável? O Salgado não tem dono, e tem! Somos seus afilhados, seus filhos, seus netos, bisnetos. Temos da história o parentesco dai sermos e não sermos os donos de seu destino.

O Salgado faz saudade quando despenca cheio. O Salgado faz preocupação quando cresce e come o dono que o aprisionou em suas lixeiras de alvenaria e veneno. E valho-me outra vez do Príncipe dos Poetas Cearenses, o acaruense Padre Antonio Thomaz, em o DESENCANTO:

"Muitas vezes cantei, nos tempos idos,
Acalentando sonhos de ventura;
Então da lira a voz suave e pura
Era-me um gozo d’alma e dos sentidos.


Hoje vejo esses sonhos convertidos
Num acervo de penas e amargura,
E percorro da vida a estrada escura
Recalcando no peito os meus gemidos.


E, se tento cantar como remédio
Às minhas mágoas, ao sombrio tédio
Que lentamente as forças me quebranta,


Os sons que arranco a pobre lira agora
Mais parecem soluços de quem chora
Do que a doce toada de quem canta".


Então, dai-nos força pra cantar hoje outra vez e sempre a vida do Salgado.

(Por Fabrício Moreira da Costa, advogado e contista).

Foto: Getúlio Oliveira.

FESTA DO SENHOR DO BONFIM EM ICÓ




Está chegando a 3° maior festa religiosa do Estado do Ceará:

- Senhor do Bonfim em Icó!

De 22 de dezembro a 06 de janeiro de 2020.


Venha renovar e guardar a sua fé; conhecer o Icó(CE), cidade onde se encontra em suas ruas largas e becos estreitos, o mais bonito Patrimônio Histórico restaurado do nordeste brasileiro, com seus sobradões, igrejas e casarios em estilo barroco autêntico e sertanejo.

Conheça também a gostosa culinária, como as peixadas do Lima Campos; tem tucunaré e pirão a vontade; tome um caldo de entrada para energizar, ainda mais, o seu dia.

A noite, sempre têm festas e muita alegria em cada recanto da cidade. O povo é acolhedor, vai te encantar e comemorar junto a chegada dos ventos do Aracati, às 21h, após a ensolarada manhã e entardecer observando o Rio Salgado que atravessa o torrão.

Venha! Cante com a gente o Hino do Senhor do Bonfim e siga em paz...sempre!

E envolto a muita fé, o nosso querido Frei Juraci, ainda fará um pedido cheio de amor:

"Cante mais forte, mais forte, mais forte, mais forte...!

(Por Fabrício Moreira da Costa, Advogado e Contista).
NS: o vídeo é de autoria da Celma Lima.

quarta-feira, 6 de novembro de 2019

Areninha de Icó será inaugurada nesta segunda-feira (11) com a presença do governador Camilo Santana


Nenhuma descrição de foto disponível.

Nesta segunda-feira (11), o governador Camilo Santana e toda sua comitiva estarão em Icó para a inauguração da Areninha no município, no bairro Centro Gerencial, a partir das 19h.

Na ocasião, o governador, juntamente com a prefeita Laís Nunes, o vice-prefeito Dr. Quilon Peixoto, o deputado estadual Oriel Nunes Filho, vereadores, secretários municipais e líderes políticos também vão assinar duas ordens de serviço, como a reforma e ampliação do terminal rodoviário e a construção da sede regional do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) da região do Vale do Salgado, na rodovia estadual 282, próximo ao Conjunto Delta.

"Serão três equipamentos públicos importantíssimos que, em parceria com o governador Camilo Santana, estamos trazendo para o município de Icó. E em breve, teremos mais boas notícias", adiantou Laís Nunes.

Icó está entre os 40 municípios cearenses mais bem avaliados em ranking de gestão fiscal


A imagem pode conter: noite e atividades ao ar livre

O município de Icó está entre os 40 municípios mais bem avaliados no ranking de gestão fiscal do Ceará, ocupando a 37ª posição. Os dados são do Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF), elaborado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), com base em dados oficiais de 2018. Ao todo, foram analisados 5.337 municípios brasileiros.

O índice da Firjan avalia quatro pontos da gestão municipal: Autonomia, Gastos com Pessoal, Liquidez e Investimentos e tem uma leitura dos resultados bastante simples: a pontuação varia entre 0 e 1, sendo que quanto mais próximo de 1, melhor a gestão fiscal do município.

Gestão Laís Nunes

No ano de 2017, quando a atual prefeita Laís Nunes recebeu a gestão administrativa da máquina pública, Icó ocupava a posição de 175º com dados do ano-base de 2016. Mesmo com o município inadimplente, advindo da gestão anterior, Laís Nunes conseguiu equilibrar as despesas do município e, através de trabalho incansável, reverteu e melhorou a posição de Icó no ranking de gestão fiscal do Estado.

"O resultado já era esperado. Batalhamos muito diariamente para que os números atrelados à administração do município melhorem, consequentemente, melhorando a vida da população! Continuamos trabalhando e lutando para oferecer um Icó, cada vez mais desenvolvido e com oportunidades", afirmou Laís Nunes.

PDT fará convenção municipal quinta-feira em Icó

A imagem pode conter: 7 pessoas, incluindo Chiquinho Peixoto, Teobaldo Muniz e Virton Costa, pessoas sorrindo, texto

A prefeita Laís Nunes está convidando as mulheres do Icó para um encontro que tem como foco "a mulher na política"

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, texto

segunda-feira, 4 de novembro de 2019

Balão do Padre Cícero em Icó! Foto: Fabiano Silva.

A imagem pode conter: atividades ao ar livre

No escurinho do cinema...!


A imagem pode conter: uma ou mais pessoas

Aí as pessoinhas do Enem resolveram mudar o tom da conversa. Alegando o perigo da presença dos comunistas comedores de criancinhas a cada rebolo de provas pra cidadão entrar nas escolas superiores, disseram que tinham que tirar do concurso qualquer sintoma de ideologia, quer dizer, que não seja a deles.

Pois bem; inventaram um mote de redação pra pegar incautos, pesquisar ideologias, testar criatividade, ensaiar democracia como se democracia fosse só, somente só, aquilo que eles pensam que é democracia.

Espia o título, mote da redação do Enem:

- “Democratização do Acesso ao Cinema no Brasil”.

Peraí; tão querendo o quê? Que cinema, enquanto casa de exibição é um lugar que precisa de democracia? Já é, desde que você possa pagar o bilhete. Tão querendo que o cidadão diga que o cinema brasileiro está sendo perseguido pelo novo governo, enquanto corta verbas e exige, ou tenta impingir sua própria pauta?

Tão querendo ouvir do vestibulando suas posições ideológicas? Afinal de contas, o que o Enem quer? Fazer pesquisa de mercado, do mercado ideológico com o povo brasileiro?

Com mais de cinco milhões de gente jovem à cata de um lugar na universidade?

Você pode também, se for mais ousado, discutir o cinema enquanto canto escuro pra dar uns amassos nas meninas, ou homossexuais caqueando os meninos. O cinema com sua democratização pode ser vista por tudo quanto é ângulo que se possa imaginar, inclusive, subir no poleiro mais alto e lá de cima, só de sacanagem, mijar na cabeça da turma que resolveu ficar embaixo.

Se era isso, taí....

Se não era, deve ser uma grande armação saída da cabeça meio doentia do sistema que insiste em se instalar em nome da democracia.

E brá, brá, brá...!

(Por Fabrício Moreira da Costa, Advogado e Contista).

domingo, 3 de novembro de 2019

IPOJUCAN


A imagem pode conter: 2 pessoas, incluindo Janaeime Nogueira Maciel Vieira Nogueira, pessoas sorrindo, pessoas sentadas e óculos de sol

Há dois anos, anunciei neste canto de página, com muita tristeza a partida do querido amigo Ipojucan César Pereira Maciel, da vida terrena e ao encontro do pai celestial.

Um amigo querido, esposo, pai de família exemplar, avô coruja, servidor público federal, foi diretor local do DNOCS e desportista.

Nas horas vagas, era um brincalhão, aceitava os amigos como verdadeiros irmãos, e fazia do cotidiano pessoal um coletivo de alegria e festa permanente em seu coração.

O equipamento público ARENINHA, obra concluída em Icó pelo Governo do Estado do Ceará com contrapartida do Município de Icó, por sugestão da prefeita Laís Nunes e do Deputado Estadual Oriel Nunes Filho, receberá o seu honrado nome como batismo oficial.

Nós, os seus amigos, ficamos muito felizes pois entendemos como por demais justa a homenagem prestada.

A Areninha seria inaugurada na última sexta-feira, 31.

O governo do estado, por sua assessoria, estará marcando nova data pra entregar a Areninha a todos os icoenses, onde servirá dela e de sua importante funcionalidade, até mesmo a meia dúzia que sempre torce contra o Icó porque a politicagem estar enlameada na alma daqueles que, fizeram graça e chacota, por o governador Camilo Santana ter adoecido e ADIADO a inauguração.

Isso já é doença, magote de desesperados!

Popó, como chamávamos Ipojucan, o primeiro gol na inauguração da Areninha, em breve, será também em sua homenagem!

sábado, 2 de novembro de 2019

QUEM SABE VIVER, NÃO MORRE NUNCA...!



A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e atividades ao ar livre
Aristóteles Costa, ou simplesmente Nego Rico, como chamavam os amigos próximos, é meu pai; nunca deixará de sê-lo...!

Partiu em 25 de dezembro de 1995, meia noite, após o seu coração, cheio de amor, anunciar a todos que teria que parar, estacionar no seu último endereço.

Sem nunca ter reclamado da vida; soube vivê-la intensamente. E como soube!

Ele passeava entre aqueles que conviviam do seu cotidiano com muito entusiasmo, estilo simples, informal e boêmia habitual.

Até nos últimos momentos, fez graça com sua própria situação em leito de hospital, em Fortaleza, aos cuidados do médico querido Dr. Augusto Guimarães, além de qualificado profissional da medicina, um gentleman.

Nego Rico creditava, sempre, "que construir amigos era o melhor projeto de vida".

Deixou saudades, suas brincadeiras ecooam da Itatiba - seu tugúrio campal em Icó -, com extensão a todos os quadrantes que palmilhou e se fez presente!

Salve! Nego Rico continua vivo, não morre nunca aquele que não tem medo da morte e em vida fez dela graça, com a certeza que é o caminho mais certo que todos seguirão, um dia!

E como dizia Santo Agostinho, a "vida continua linda e bela como sempre foi".
(Por Fabrício Moreira da Costa, Advogado e Contista).